No dia 03 de junho de 2017, o Instituto Verter organizou uma ação social na Associação Cruz Verde, que contou com 20 voluntários e mais 14 médicos de diversos serviços oftalmológicos de São Paulo. Motivados pela iniciativa da Dra. Somaia Mitne, os gestores do Verter decidiram encarar o desafio e conseguiram realizar, em apenas um dia, 223 avaliações oftalmológicas.

A Cruz Verde é uma entidade referência em paralisia cerebral grave, particular e filantrópica, sem fins lucrativos e sem qualquer tipo de vínculo religioso ou político. Seu objetivo maior é prestar assistência adequada e amparo às pessoas com paralisia cerebral grave.

Veja os depoimentos de alguns dos voluntários que dedicaram parte do seu tempo para levar acolhimento e tiveram a oportunidade de refletir sobre a vida e tudo o que podemos fazer para sermos pessoas melhores, enquanto temos condições de ser.

O Instituto Verter está se tornando referência na assistência oftalmológica de forma social, com profissionalismo e voluntariado engajado. Esta conquista, certamente, fará com que mais ações como essas possam ser realizadas.

Com toda certeza esta foi a missão mais difícil da Turma do bem. Parabéns aos presentes.

 “O dia 03/06/2017 ficará para sempre na minha memória. Foi a primeira ação do instituto Verter neste formato. Nossa, como foi grandiosa para meu crescimento.
Por várias vezes sequei o choro, como segurei as lágrimas. Mas, também sorri bastante, ganhei beijos e abraços, apertos de mãos, ganhei muito carinho. Sim, eles transmitiam carinho, mesmo com todas as ‘coisinhas particulares’ que tinham, eles davam carinho do jeito deles.
Bem, como voluntária, fico sem palavras para descrever bem o que foi esse dia. Saber que todos os pacientes que lá estavam foram atendidos, sem exceção, nos deu a sensação de missão mais que cumprida e com louvor. É realmente fazer o bem sem olhar a quem!”

Paula Fernanda Moro – Clínica Carlota

“Foi uma experiência maravilhosa, vivenciar o que vivenciei neste dia. Sempre tive um desejo muito grande de fazer algo assim e fico muito feliz em poder ajudar crianças, adultos e pessoas com simples gestos de amor e tempo. Tempo que pude me doar sem reservas e receber muito mais que pude dar, isso foi o que mais valeu a pena. Cada sorriso, cada lágrima serão guardados para sempre no meu coração. Só tenho a agradecer pela oportunidade de fazer parte dessa grande família do bem.”

Marcia Maria – H.Olhos

 

“A ação na Cruz Verde me fez ver que existe um lugar onde cuidam de pessoas especiais com tanto amor e carinho. Ficar com os pacientes do ambulatório foi maravilhoso, poder dar e receber amor. Conhecer a mãe com seus dois “adolescentes especiais ” e ver no tratamento amoroso dela e do avô, o carinho e cuidado emocionante que eles têm com os adolescentes. Conhecer o Thomas, menino de 5 anos, com paralisia cerebral. Aquele rostinho tão doce e depois a mãe dele pedir para eu ajudar e segurá-lo durante o exame foi algo especial. Ela confiou em nós.  A todo momento agradecia a Deus  por esta ali, por conhecer aquele lugar, por ouvir aquelas histórias e por poder, pelo menos, mudar um dia da vida delas.”

Luciana Ferreira – H.Olhos

“Uma experiência incrível, algo que jamais imaginei que vivenciaria tão de perto. No primeiro momento foi um pouco difícil. Senti-me sem ação, mal conseguia me mexer e ajudar. Demorei cerca de uma hora pra realmente cair a ficha e começar a ajudar.
Ao longo dos atendimentos, fui entendo o trabalho de todos ali e como funciona de fato o ambiente. Cercado de cenas fortes e chocantes fui percebendo o amor e o carinho de todos envolvidos ali. Médicos, enfermeiros e equipe sempre prontos a ajudar e condicionar para que tudo saísse o melhor possível! Depois desse dia vejo as coisas completamente diferentes que antes. Meus valores certamente mudaram um pouco. Foi muito especial e aprendi muito.
Só tenho a agradecer a Deus por tal oportunidade de conhecer o trabalho que ali é feito e de conhecer pessoas tão especiais.”

Raphael Oliveira – Ótica Abílio Soares

“Sonhei a noite toda com nosso trabalho do dia da ação.
Esse dia ficará marcado na memória de todos. Tanta coisa boa aconteceu e tivemos a prova de que, com empenho, o bem sempre vai prevalecer. A equipe da Cruz Verde demonstrou que faz um trabalho realmente admirável e nós pudemos contribuir um pouco. Emocionei-me por diversos momentos e fases dessa ação, desde a primeira visita técnica, a reunião com a ADM e com o neurologista para acertarmos a ação e, claro, com nossa estadia na Associação.
Consegui me concentrar e não chorar por fora. Agradecia muito o tempo todo. Os trabalhos na Special Olympics e na Paralimpíadas reforçam que temos que tentar proporcionar algo bom aos assistidos e, mesmo que sejam horas ou um dia todo, estar preparados para receber as coisas boas. Mesmo com colírios ardidos, braços segurados, pernas mobilizadas, luz forte no olho, dificuldade para se comunicar com as pessoas assistidas, conseguiram realizar os exames e, quem sabe, com os tratamentos, vão sorrir e se sentirem melhor. Tive a oportunidade de ver, pelo menos um atendimento de cada médico presente. Os médicos são a atividade fim na oftalmologia, e, nessa ação, principalmente, entramos em campo com um time admirável e encantador. Parabéns a todos os voluntários.”

Rodrigo G Viana – Instituto Verter

“Confesso minha extrema fragilidade diante tantas dificuldades. Vimos o sofrimento de tantas pessoas que são dependentes da caridade e boa vontade de abnegados, causou-me profundo impacto emocional. Demorei pelo menos uma hora para engatar a primeira marcha.
Estivemos na instituição apenas um dia, como será ter a vida aprisionado a um corpo quase inerte? Como será a vida de quem vem prestar atendimento diariamente? Muitas bênçãos a todos que puderam participar deste dia.”

Dr. Marcos Tonelli Gomes – Instituto Verter

 

 

6 Comentários

  1. Ola. Obrigado…este é um grande recurso.

  2. Eu realmente aprendi muito.

  3. Obrigado…Estou gostando :).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *